João Oliveira assume que nunca criticou a namorada: "Nunca a quis proibir de usar maquilhagem"

Expulso do 'Big Brother', João Oliveira comenta que ponderou sair do programa quando a namorada Carolina saiu.

João Oliveira assume que nunca criticou a namorada: "Nunca a quis proibir de usar maquilhagem"
João Oliveira no programa 'Dois às 10'. © TVI

João Oliveira foi o concorrente expulso do último domingo do 'Big Brother'. O jovem da Trofa disse não estar à espera de sair, mas o mesmo deixa-o mais descansado. "É um sentimento um bocadinho agridoce. A parte doce é voltar ao verdadeiro mundo real, voltar as pessoas que me conhecem verdadeiramente, às pessoas que mais amo, ao mesmo tempo há um sentimento de morrer na praia ao ver a final ali tão perto, mas é o que é, o jogo assim o ditou e só tenho de ficar orgulhoso de mim mesmo."

O jovem assume que ponderou sair do programa da TVI, quando a namorada Carolina saiu. "Houve dois momentos em que pensei em sair da casa. Estava emocionalmente despedaçado, a Carol tinha saído, e logo após a saída dela tive alguns confrontos com alguns concorrentes que me deixaram emocionalmente mais fraco e depois a pessoa que me ajudava mais nesse sentido não estava lá ao pé de mim e senti-me num poço", comentou aos jornalistas.

João Oliveira e Carolina Nunes começaram uma relação dentro do reality show, no entanto, as saudades que sentia eram imensas. "Foi muito bom, foi ótimo. Apesar de terem sido apenas sete dias sem ela, também foram umas quantas horas sempre com ela, ainda para mais numa semana supercomplicada para mim em que precisava dela ao meu lado e não a tinha, por isso queria encontrar-me com ela o mais rápido possível."

Ainda dentro da casa do 'Big Brother', João emitiu vários comentários sobre a namorada. Alguns deles mal interpretados. "Eu fui sabendo através de VTs, de algumas discussões e coisas que me foram insinuando na casa de algumas atitudes que tive para com a Carol e de algumas coisas que disse. Eu procurei sempre esclarecer tudo, nunca fiz as coisas de forma maldosa, algumas das coisas que disse e que fui criticado, aos meus olhos eram elogios à Carol. A questão da maquilhagem, eu nunca a quis proibir de usar maquilhagem, até foi um elogio dizer que ela não precisava de maquilhagem, porque era bonita sem ela. Não foi uma crítica" esclarece.