CMTV processa autor do envio do vídeo do "carro submerso"

A CMTV decidiu levar o autor do envio do carro submerso, que se tratou de uma brincadeira, a Tribunal, alegando "imbecilidade".

CMTV processa autor do envio do vídeo do "carro submerso"

Quem não se recorda do famoso vídeo de um carro submerso, exibido na CMTV, na altura das cheias de 19 de outubro? Pois, agora, o canal faz chegar a informação de que processou o autor do envio.

Carlos Cruz, advogado da Medialivre, a marca de comunicação social que detém o Correio da Manhã, CMTV, entre outras insígnias, diz que "na sua boa-fé, a CMTV passou o vídeo que, nas redes sociais, o autor passava na íntegra e se via que era uma infeliz montagem com a miniatura".

Na altura da divulgação das imagens, vários foram os que se manifestaram contra o canal. "Há gente que, por falha de formação, se diverte à custa das angústias e preocupações dos outros. Em psiquiatria esse distúrbio tem um nome. Juridicamente essa conduta não merece, por enquanto, criminalização, digo por enquanto, porque o flagelo das ‘fake news’ inevitavelmente que vai ser combatido pelos ordenamentos jurídicos. Portanto, para mim, que não sou psiquiatra, chama-se imbecilidade", argumenta o advogado.